Nova edição da “Missão da Internet Society”

O Conselho de Curadores da Internet Society reuniu em Singapura na última semana. Entre as diferentes decisões tomadas, o conselho aprovou a nova declaração de missão da ISOC. O texto acordado incorpora o diálogo que teve lugar com todas as partes da comunidade ISOC, incluindo os membros, os membros séniores e honorários e todos os Capítulos Nacionais, como por exemplo a ISOC Portugal. O texto da nova declaração está disponível nesta página Web

O conselho aprovou igualmente o plano de trabalhos para o próximo ano, que está disponível aqui

Ambos os documentos são da maior importância para a acção da ISOC durante o ano de 2018.

2 Responses to “Nova edição da “Missão da Internet Society””

  1. Carlos Manuel B Pereira says:

    Boa tarde,
    Gostaria apenas de deixar algumas sugestões relativamente ao Action plan para 2018.
    Estas seriam especificamente para Portugal e para os seguintes pontos:
    A. Securing the Internet of Things
    B. Strengthening the global routing system

    A. Securing the Internet of Things
    Infelizmente, hoje verificamos uma proliferação de um conjunto de dispositivos de consumo massivo, tais como câmaras de segurança, dispositivos de domótica ou sensores em que o nível de segurança embebido é extremamente preocupante e pode colocar em causa a privacidade e segurança de pessoas e bens.
    Muitos destes equipamento, podem apenas ser controlados por sistemas em cloud e por apps móveis que requerem níveis de permissões duvidosas, não permitindo qualquer controlo por parte dos Utilizadores relativamente à conectividade dos dispositivos.
    Sugeria a criação e divulgação de um conjunto de checkpoints, que permitisse ao Consumidor, facilmente fazer uma avaliação de um sistema, relativamente às possíveis ameaças à sua privacidade e segurança física/on-line.

    B. Strengthening the global routing system
    Claramente que este ponto se destina a ISP’s e entidades que operam e controlam IPX points.
    Porque não fazer um levantamento entre as entidades nacionais, relativamente ao compliance com as normas MANRS e fazer algumas conferências ou webinars que juntem essas entidades e especialistas ISOC da matéria.
    O objectivo será o de efectuar um assesment da situação e em seguida deixar bem claras as vantagens de cumprir com essas normas, inclusive do ponto de vista comercial para facilitar a sua implementação especialmente em empresas Privadas.

    Espero que estas ideias possam ajudar.
    Carlos Pereira

Leave a Reply